Inicial / Notícias / 9º SEMINÁRIO REGIONAL DE PARTILHA DE CARISMAS – 2018

9º SEMINÁRIO REGIONAL DE PARTILHA DE CARISMAS – 2018

CARTA PÓS SEMINÁRIO DIRIGIDA AOS PROVINCIAIS E AOS RESPONSÁVEIS PELOS  SETORES/COORDENAÇÕES DE VIDA CONSAGRADA E LAICATO

É com grande alegria que nos dirigimos aos senhores/as, que estão à frente na animação de suas Províncias Congregacionais. O nosso contato tem por objetivo levar a todos e a todas, por meio desta carta, um conjunto de reflexões sobre os temas pertinentes ao Ano Nacional do Laicato, desenvolvidos neste Seminário de Partilha de Carismas, promovido pela CRB-RS.

Nos dias 4 a 6 de maio último, no CECREI, estiveram presentes cerca de 55 pessoas, entre Leigos/as e Religiosos/as de diferentes Carismas. O Entusiasmo, o espírito de família e partilha sempre estiveram presentes entre nós, aliado a grande vontade demonstrada de ver muitas luzes renovadoras da esperança, frente a dura realidade que hoje vivenciamos.

Os primeiros impactos foram relacionados com o desejo urgente em proporcionarmos mudanças, romper com velhos conceitos e paradigmas comportamentais. Precisamos abrir espaços significativos em nossas vidas para que a experiência da espiritualidade encarnada se torne real, viabilizando concretamente uma “Igreja em saída”, não só estando ao lado dos e para os pobres, mas sendo capaz de dar-lhes empoderamento.

Não basta dizer que Religiosos/as e Leigos/as são sujeitos capazes de protagonizar perante às mazelas sociais, políticas, econômicas e outras que provocam angustias e injustiças. É preciso encontrar uma metodologia de transformação adequada às demandas em busca do Reino de Deus. O documento 105 da CNBB, aponta sinais de esperança e pistas de ação transformadora, mas não se converterá em solução se não avançarmos na construção de uma cultura de alteridade, de justiça social, capazes de gerar descentralização de renda e de poder, seja na sociedade ou mesmo na Igreja.

Elencamos, aqui, alguns elementos que refletimos e que sugerimos, sejam trabalhados com os seus públicos de interesse.

Após dois dias e meio de reflexão, nós, Leigos/as e Religiosos/as, de diferentes Carismas, nos enchemos de esperança, para que as mudanças que aqui vislumbramos, sejam viáveis, especialmente com o apoio de nossas Congregações.

São nossas esperanças:

  • Que Leigos/as dos diferentes Carismas, tenham suas Vocações Laicais devidamente reconhecidas, premissa fundamental para que, na condição de sujeitos da Evangelização, sejam realmente Cristãos e Cristãs protagonistas na sociedade e na Igreja;
  • Que os nossos Institutos Religiosos não tenham receios em investir na formação de seus Religiosos/as e de seus Leigos e Leigas, fortalecendo a relação de comunhão entre eles e realizando juntos a Missão Cristã, iluminados por seus Carismas;
  • Que nossos/as Religiosos/as, Leigos/as, tenham consciência do que seja uma “Igreja em saída”, vivenciando uma espiritualidade horizontal, sendo verdadeiros “sujeitos eclesiais”. Contribuindo para que se estabeleça uma relação de comunhão com a hierarquia da Igreja, acreditando que esta mesma hierarquia esteja a serviço do Reino de Deus e não do poder;
  • Que todo/a Leigo/a ou Religioso/a busque na palavra e no cultivo da espiritualidade, iluminação para que tenha um caminho vocacional em condições de discernir horizontes promotores de uma vida digna. Sendo sal, luz e fermento para as outras pessoas que tanto necessitam de testemunhos autênticos;
  • Que sejamos capazes de evitar o ativismo inconsciente e sem processo, procurando superar o clericalismo, o ritualismo e o devocionismo exagerado, que ofuscam a realidade, distanciando-se das necessidades sociais e das políticas públicas;
  • Que reconheçamos o valor de nossas Instituições representativas, especialmente as Congregações, a CRB e, no caso específico do Laicato, o CNLB – Conselho Nacional do Laicato do Brasil, como autêntico organismo representativo dos Leigos e Leigas de nosso País, apoiando a instalação dos Conselhos de Leigos e Leigas nas Dioceses (Doc.105, pág. 173);
  • Que encontremos uma adequada metodologia de aproximação com os jovens, para junto com eles cuidarmos da nossa “Casa Comum”, sendo presença seja lá onde for, inclusive nas existenciais.

Estas são algumas das esperanças refletidas durante o Seminário. Segue, em anexo, o detalhamento do trabalho realizado e que esperamos faça eco em nossas Instituições Religiosas, contribuindo cada vez mais para que tenhamos na Vida Consagrada e no Laicato, verdadeiros sinais de esperança!

Renovando o nosso apreço e admiração pelas nossas Congregações e pelos diferentes Carismas, autênticos dons de Deus, desejamos um ótimo trabalho de continuidade a este Seminário de Partilha de Carismas!

 

Religiosos/as e Leigos/as

Participantes do 9° Seminário de Partilha de Carismas/2018

 

 

 

 

 

 

Além disso, verifique

Irmãs ICM: Eleita nova Provincial e Conselho da Província Maria Mãe de Deus

Pelos próximos três anos, a Irmã Teolide Tereza Secretti será a Coordenadora da Província Maria …