Inicial / JPIC / AICAS – 25 Anos

AICAS – 25 Anos

Foi em 1992 que um Grupo de Religiosas Inseridas em Meios Populares – GRIMPO, atentas à realidade da época, à ação do Espírito e ao Projeto de Jesus Cristo, iniciou um período de estudos e reflexões sobre a triste realidade social nas ruas de Porto Alegre. Na ata nº 2 (junho de 1992), o grupo assim se expressa: “É um apelo de Deus”; “Um grito de Cristo que nos interpela”; “Um resgate de nossos carismas”; “Um apelo da própria criança”; “Resgatar a vida e a dignidade da mulher”; “Resgatar os direitos de crianças e adolescentes’”.

Constatada a necessidade de dar atenção especial às meninas e adolescentes que viviam em situação de rua, expostas à violência, abuso e exploração sexual, fundou-se, em 31 de janeiro de 1994, a Associação Casa Menina de Rua – ACMR. A mesma, localizada à Rua Demétrio Ribeiro, 604, em Porto Alegre/RS. A partir de 1996, passou à Rua Demétrio Ribeiro, 482, assumida por oito Congregações Religiosas e a Mitra da Arquidiocese de Porto Alegre. Neste endereço, permanece a sua sede até hoje.

A semente lançada na terra desenvolveu-se, graças ao esforço, dedicação, doação, partilha das Congregações, que se colocaram numa atitude de generosidade e gratuidade, oferecendo o que tinham em recursos humanos e financeiros. Também não têm sido poucas as dificuldades, sejam elas falta de recursos financeiros ou humanos, no decorrer dos 25 anos de caminhada e história. Da mesma forma não tem faltado experiência forte da Providência, manifestando-se palpavelmente, quando humanamente parecia não haver mais alternativa.

Conforme a evolução das Políticas Públicas no Município de Porto Alegre, o Programa de Acolhida foi ampliado, estendendo o atendimento aos filhos destas meninas e às suas famílias. Gradativamente, a ACMR foi firmando convênios de Atendimento Familiar. Seus trabalhos aconteciam em várias comunidades de Porto Alegre, favorecendo as pessoas em suas regiões de moradia. Tendo em vista isso, em 2006, houve a troca da denominação da Instituição que passou a se chamar Associação Intercomunitária de Atendimento Social – AICAS.

Hoje, a responsabilidade de dirigir a AICAS é de duas Congregações Religiosas: Irmãs do Imaculado Coração de Maria e Irmãs da Divina Providência, que fazem parte da Entidade desde a sua fundação. A identidade institucional da AICAS fortalece-se a partir do Carisma destas duas Congregações. Importante ressaltar que há duas Religiosas, uma inclusive Assistente Social, que permanecem até hoje na AICAS, neste momento, contribuindo na função de Vice-Tesoureira e 2ª Secretária, sendo elas: Ir. Cecíclia Cielo, icm e Ir. Selita Maria Dalmas, idp. A Providência as recompense! Belo exemplo de dedicação! O Conselho Consultivo da Instituição é formado pelas Coordenadoras Provinciais das duas Congregações.

Nestes 25 anos de atuação, a AICAS mediou ações significativas para as comunidades e continua a fazê-lo, sempre tentando organizar grupos, momentos formativos, oficinas, conforme a necessidade de nosso público alvo. Foram firmados diferentes convênios e o atendimento se expandiu. A mudança de foco da Entidade também levou em consideração a redefinição das políticas públicas no município de Porto Alegre, tanto no que se refere à Criança e ao Adolescente, quanto à Assistência Social, a implantação do SUAS (Sistema Único de Assistência Social). O trabalho na Instituição tem como diretriz a Política Nacional de Assistência Social e é executado de forma continuada, permanente e planejada, prestando serviços e executando programas e projetos voltados prioritariamente para a defesa e efetivação dos direitos socioassistenciais, construção de novos direitos, promoção da cidadania, enfrentamento das desigualdades sociais, articulação com órgãos públicos de defesa de direitos, nos termos da Lei nº 8.742, de 1993, que dispõe sobre a organização da Assistência Social, respeitando as deliberações do Conselho Nacional de Assistência Social.

Nossa missão institucional é Promover o desenvolvimento integral e autonomia do sujeito, possibilitando a transformação social”.

A transformação da sociedade começa dentro de cada pessoa. Buscamos trabalhar a coletividade, mesmo em tempos de subjetividade e muito individualismo, firmando parcerias que nos ajudem a concretizar e desenvolver a missão e as atividades junto a adolescentes, famílias, às pessoas em situação de rua. Mantemos convênio com a FASC/PMPA – Fundação de Assistência Social e Cidadania da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Oferecemos oficinas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Trabalho Educativo, para adolescentes e jovens de 14 a 17 anos e o Serviço de Abordagem Social especializada de Rua, possibilitando alternativas mais saudáveis de vivência das crianças e adolescentes que se encontram em situação de rua, bem como adultos, seja por sobrevivência ou moradia, provocando mudanças e buscando reforçar vínculos familiares e a garantia de direitos e inclusão social. Atentas à realidade das famílias na Região Floresta, especificamente o Loteamento Santa Terezinha (ex Vila dos Papeleiros), firmamos mais um convênio do Serviço de Atendimento Familiar, buscando através de nossa ação proporcionar às famílias um atendimento que lhes possibilite uma vida mais digna. Já realizamos um curso de Iniciação à Panificação e Confeitaria – Reciclando Vidas, com o objetivo que possa tornar-se um Grupo de Geração de Renda na modalidade de Economia Solidária. Neste final de julho iniciaremos um grupo, com pessoas atendidas pela AICAS, curso chamado de Lanches rápidos. Estamos atentas e sempre em busca de novas possibilidades/ alternativas que contribuam com a melhoria da situação de vida das pessoas, tanto quanto isto nos é possível.

A AICAS mantém seu foco na criança e adolescente em situação de rua, mas atua também na prevenção destas situações através de oficinas de cidadania, preparação para o mercado de trabalho, assessoramento na construção de projeto de vida, atendimentos e acompanhamento a famílias, grupos de fortalecimento comunitário e Projetos de Geração de Trabalho e Renda. No ano de 2016, a AICAS também ampliou seu trabalho junto à população adulta em situação de rua, verdadeira chaga social nas médias e grandes cidades atuais, sendo um trabalho muito necessário e em contínua construção, contribuindo assim com esta realidade gritante em favor do mais necessitado! As longas tratativas com a FASC para assumir este trabalho com a população adulta em situação de rua visavam tornar viável e sustentável este trabalho. Foram oito Entidades, que já trabalhavam com o Ação Rua Criança e adolescente que assumiram este trabalho cf. os diversos territórios  do Município de Porto Alegre. A AICAS atende o “miolo “ do Centro e mais 16 bairros. Contamos na  AICAS com uma equipe multidisciplinar qualificada de assistentes sociais, psicólogos sociais, educadores sociais, além das coordenações, administrativo e serviços gerais, que nos possibilitou em 2018, mais de 22.000 atendimentos/ações, entre crianças, adolescentes, adultos e famílias.

Como se trata de um trabalho com pessoas em vulnerabilidade social, torna-se também exigente e requer muita sensibilidade, acolhida, escuta e disposição sincera de encontrar ajudas, alternativas e encaminhamentos adequados, dentro das possibilidades, que não são tantas, pois a retaguarda, onde se poderia recorrer, compromisso do Poder Público, deixa ainda muito a desejar. Esforçamo-nos também em proporcionar aos nossos funcionários/as, colaboradores momentos de partilha, reflexão e formação, necessários para manter o foco da instituição em favor do mais necessitado, bem como o bem estar e saúde integral de todo/as!

Contamos atualmente com 26 funcionários/as contratado/as, mais quatro (4) estagiários/as. A Coordenação geral da casa, bem como algumas despesas do Administrativo e manutenção da casa, e eventuais imprevistos que surgem e requerem intervenção, está sendo pago pela contribuição das Províncias, por eventuais doações e promoção de eventos beneficentes. A maioria dos/as funcionários/as, conseguimos pagar com parcerias e convênios.  Além disso, há alguns que prestam serviço comunitário, fruto de parceria com a Justiça Federal.

Todo atendimento realizado pela AICAS é integralmente gratuito, bem como o trabalho das Irmãs religiosas. Nossa gratidão pelas ajudas das duas Províncias e doações que por vezes também recebemos de nossa Congregação, contribuindo assim para a continuidade deste Projeto Intercongregacional que consegue ajudar e fazer a diferença na vida destas pessoas necessitadas, conforme nossos Carismas e Missão Institucional. A experiência da Intercongregacionalidade faz sentir e perceber que a riqueza dos Carismas nos ajuda a concretizar, no dia a dia, o projeto de Jesus Cristo. Vale a pena mantermos o foco do necessitado, continuando a dar nossa contribuição, neste momento exigente da história que vivemos.

Com certeza, teríamos muito ainda a partilhar sobre o trabalho desenvolvido, mas cremos que com isto, já podemos estar mais em comunhão de prece e apoio mútuo, possível a todas! Muito obrigada pela oportunidade!

Ir. Maria Helena Lorscheiter

Presidente da AICAS

 

Além disso, verifique

ASSEMBLEIA ELETIVA DO NÚCLEO DE VACARIA

Aos quinze dias do mês de julho de dois mil e vinte um, aconteceu a …