Inicial / Formação / Boletim Anunciar – Setembro 2020.

Boletim Anunciar – Setembro 2020.

Estimados/as Religiosos/as Consagrados/as!

O mês de setembro conjugou vários temas que nos convidaram para momentos de oração e reflexão: O Tempo da Criação e  o Grito dos Excluídos com o tema – Vida  em primeiro lugar e o lema – Basta  de  Miséria,  Preconceito  e  Repressão!  Queremos  Trabalho,  Terra,  Teto  e Participação!  O estudo do Deuteronômio contribuiu para iluminar nossa caminhada comunitária e de missão com o tema  “Abre a tua mão para teu irmão” (Dt 15,11). Finalizando o mês retomamos apresentando os  sete temas centrais do Deuteronômio:

  1. O perfume do amorSer a revelação do amor de Deus no meio dos povos.

O amor de Deus é a chave para interpretar os fatos da história. Tudo o que Deus nos faz, o faz por amor. Foi por amor que Deus tirou o povo do Egito: “Se Yhwh se afeiçoou a vós e vos escolheu, não é por serdes o mais numeroso de todos os povos — pelo contrário: sois o menor dentre os povos! — e sim por amor a vós e para manter a promessa que ele jurou aos vossos pais; por isso Yhwh vos fez sair com mão forte e vos resgatou da casa da escravidão, da mão do Faraó, rei do Egito” (Dt 7,7-8).

  1. Memória: Quem perde a memória perde o rumo na vida.

Sem memória, o povo perde a sua identidade e o rumo da sua missão. Por isso, sem parar, do começo ao fim, o livro do Deuteronômio pede para o povo não esquecer nunca o seu passado: “Amanhã, quando o teu filho te perguntar: “Que são estes testemunhos e estatutos e normas que Yhwh nosso Deus vos ordenou?”, dirás ao teu filho: “Nós éramos escravos do Faraó no Egito, mas Yhwh nos fez sair do Egito com mão forte” (Dt 6,20-21).

3. ServiçoPelo seu jeito de servir, o povo revela o rosto de Deus.

Libertado da escravidão no Egito, o povo recebeu a missão de ser a revelação do rosto deste Deus no meio dos outros povos: “Yhwh vos tomou e vos fez sair do Egito, daquela fornalha de ferro, para que fôsseis o povo da sua herança, como hoje se vê” (Dt 4,20), ou, como o próprio Deus falava ao povo através do profeta Isaías: “Eu, Yhwh, te chamei para o serviço da justiça, tomei-te pela mão e te modelei, eu te pus como aliança do povo, como luz das nações” (Is 42,6). Por isso, os que têm a função de governar, devem ser para o povo aquilo que o próprio povo deve ser para toda a humanidade: “Abre a mão em favor do teu irmão, do teu humilde e do teu pobre em tua terra” (Dt 15,11). Esta frase é o lema do mês da Bíblia deste ano de 2020. Ser o povo eleito de Deus não é privilégio, mas é serviço, é missão. Nosso privilégio é poder servir aos outros.

  1. ÊxodoViver em estado permanente de Êxodo, de “Saída”

Constantemente, do começo ao fim, o livro do Deuteronômio manda lembrar o Êxodo: ”Recorda que foste escravo na terra do Egito, e que Yhwh teu Deus de lá te resgatou. É por isso que eu te ordeno agir deste modo” (Dt 24,18). Sem parar, falando ao povo, Moisés lembra e evoca o Êxodo. Para eles, o êxodo não era um fato só do passado. Era o Hoje deles. Era a experiência que eles estavam vivendo.

  1. Comunidade“Entre vocês não haverá nenhum pobre”(Dt 15,4).

A vida do povo deve ser um sinal da presença de Deus. Comunidade verdadeira é aquela que, na vivência da Palavra de Deus, revela igualdade, solidariedade e acolhida aos pobres: “Quando houver um pobre em teu meio, que seja um só dos teus irmãos numa só das tuas cidades, na terra que Yhwh teu Deus te dará, não endurecerás teu coração, nem fecharás a mão para com este teu irmão pobre; pelo contrário: abre-lhe a mão, emprestando o que lhe falta, na medida da sua necessidade” (Dt 15,7-8).

  1. LibertaçãoDeus nos libertou da escravidão no Egito.

O Deuteronômio revela que o verdadeiro Deus é aquele que libertou o seu povo da escravidão do Egito e lhe garantiu a vida. Por isso, Ele pede para o povo se libertar do culto aos ídolos e adorar só a Yhwh, o Deus verdadeiro, que prefere a misericórdia e a justiça aos cultos nos lugares altos: “Eu sou Yhwh teu Deus, aquele que te fez sair da terra do Egito, da casa da escravidão- 7Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem esculpida, de nada que se assemelhe ao que existe lá em cima, no céu, ou cá embaixo na terra, ou nas águas que estão debaixo da terra”. (Dt 5,6-8).

  1. AliançaCompromisso mútuo entre Deus e o povo

O livro do Deuteronômio é o livro da Aliança de Deus com Israel. Foi Deus quem tomou a iniciativa da Aliança. Escrito vários séculos depois do Êxodo, o livro do Deuteronômio afirma: ”O Senhor nosso Deus fez aliança conosco em Horeb. Não foi com os nossos pais que o Senhor fez essa aliança, mas conosco que aqui estamos, todos vivos, hoje!” (Dt 5,2-3). O povo volta ao tempo do Êxodo, e traz o Êxodo para o hoje deles. Nós fazemos o mesmo. Cantamos: “O Povo de Deus no deserto andava”, e acrescentamos: ”Também sou teu povo Senhor e estou nesta estrada”.

Agradecemos a vida Religiosa Consagrada da Regional do Rio Grande do Sul pela sua participação nas diversas atividades organizadas pelos grupos.  Acreditamos que este tempo desafiador em que nos encontramos,  permite nos reinventar em nossas comunidades e na missão.

Saudação fraterna, Equipe de Coordenação da CRB/RS

Para fazer o download CLIQUE AQUI!

Além disso, verifique

Nota de Posicionamento – CRB-RS e Pastoral Afro

PASTORAL AFRO-BRASILEIRA DO RIO GRANDE DO SUL CONFERÊNCIA DOS RELIGIOSOS DO RIO GRANDE DO SUL …